[ editar artigo]

Como criar a paleta de cores perfeita para o seu casamento

Como criar a paleta de cores perfeita para o seu casamento

Escolher a paleta de cores para a decoração de um dia tão esperado não é uma tarefa fácil, uma vez que esse um é dos principais fatores que materializam a atmosfera que foi sonhada pelos noivos.

Então, como criar a paleta de cores perfeita para o casamento? Trata-se em muito, de traduzir sentimentos e sensações. É um aspecto muito importante a se ter atenção, afinal aparecerá em todos os momentos do planejamento do evento, desde a escolha de aspectos gerais como mobiliário e arranjos e surpreendentemente, até na composição da mesa de doces. (Sim, é preciso lembrar que até os doces fazem composição na mesa com os arranjos).

Não existe resposta certa, porém tudo é uma questão de composição e é preciso entender um pouco sobre as cores, para definir como podemos combina-las a fim de criar um ambiente agradável e que ao mesmo tempo corresponda a personalidade daqueles que celebram o seu grande dia.

Considere a luminosidade e como ela irá interagir com a paleta escolhida

Em primeiro lugar, quando escolhemos uma cor para um ambiente, devemos levar em consideração a luminosidade e sua interação com a paleta escolhida. Então, é preciso pensar se o casamento será à noite, ou de dia, ou se por exemplo existirá uma iluminação cênica de cor específica. Principalmente, nesse último caso, a luz utilizada pode fazer a paleta de cores escolhida na decoração ser percebida de outra forma, quando combinadas.

Considere o impacto psicológico das cores nas pessoas

Em segundo lugar, é interessante saber que as cores possuem um impacto nas pessoas. Elas transmitem sensações e sentimentos. Existem muitos estudos que explicam como as pessoas reagem a determinadas cores ou quais são, em média, as mais apreciadas.

A psicologia das cores é o estudo que mostra a forma como nosso cérebro identifica e transforma as cores em sensações. Junto com os conhecimentos da Teoria das Cores, ajuda a compreender a influência nas emoções e nos sentidos de quem as percebe.

As cores podem ser quentes ou frias

De forma geral, estes estudos revelam que as cores podem ser separadas em cores quentes e frias. As cores quentes como o vermelho, amarelo e o laranja são dinâmicas e estimulantes, transmitem sensação de energia. São assim chamadas porque criam uma sensação de calor, proximidade e estão associadas ao sol, ao aconchego. Já as cores frias, azul, roxo e verde, são suaves e estáticas. Estão associadas ao gelo, a água, e criam sensações calmas, de frescor e de tranquilidade, racionalidade.

A questão da temperatura pode ser considerada relativa uma vez que depende da combinação feita. Isso porque uma cor interfere na percepção da outra quando colocadas lada a lado. Se o amarelo é aplicado com o vermelho a sensação de sua intensidade diminui, porque o vermelho é uma cor mais intensa. Mas, se for combinado com o azul, que é frio, ele torna-se mais quente. (Como curiosidade, podemos dizer que, em média, a cor azul é a mais apreciada.)

As cores também influenciam a percepção da dimensão do ambiente, na sensação de iluminação e temperatura.  Ou seja, dependendo da cor, a pessoa pode ter a impressão de que está em um espaço maior ou menor e pela questão da absorção de luz, o ambiente pode parecer mais claro e iluminado ou mais escuro. Também podem transmitir a sensação de mais quente ou mais frio e de mais ou menos aconchegante.

Cada cor pode transmitir diferentes sensações:

Existem diversas formas de combiná-las de forma segura.

Muitas combinações podem ser feitas baseadas no “Círculo Cromático”: as principais são as cores complementares, cores análogas e a monocromia.

Cores complementares

São cores opostas no círculo cromático. Juntas produzem um forte efeito de contraste.

Cores análogas

São cores vizinhas no círculo cromático. Por essa razão, são facilmente equilibradas na composição.

Monocromia

O famoso “degradê”. É uma combinação de menor contraste, mas pode criar um efeito visual agradável.

Por fim, sabendo de toda a influência que as cores podem ter na decoração, podemos pensar em alguns passos práticos:

Defina uma cor primordial

As cores favoritas podem ajudar a definir uma linha de onde começar a sua combinação. Defina então uma cor primordial, ou algo que você considere essencial, como o elemento principal dos arranjos ou sua flor favorita e comece a pensar que cores podem compor-se com ela, a fim de criar o ambiente que você imagina! Com uma cor primordial escolhida é fácil começar a pesquisar referencias e também facilita na hora de direcionar o trabalho do seu decorador dentro do seu perfil e da diversidade de combinações nas tendências atuais. Leve também em consideração se já existe algum elemento de paisagem predominante, já característico do local.

Inspire-se 

A primeira dificuldade de escolher entre as paletas de cores e suas infinitas possibilidades é visualizar a combinação na prática. Pesquisar referências e se inspirar é essencial para entender como essas combinações funcionam e o que mais agrada. As vezes é possível surpreender-se com algo que não havia imaginado. Uma excelente plataforma para isso é o Pinterest. Crie sua pasta e colecione ideias.  Esse passo poderá tornar mais fácil a decisão de quais cores você deseja na decoração do seu casamento.

Monocromática

Escala degrade + Complementares

Tons quentes 

Foto: Mana Gollo

Complementares

Foto: prophotos

Casamentos Perfeitos
Paola Ferrari
Paola Ferrari Seguir

Sou arquiteta e urbanista pela UFPR. Atuo com arquitetura de interiores e também em parceria com escritório de maior porte, na elaboração de projetos de edifícios. Acima de tudo tenho paixão pela arte de projetar e traduzir sonhos em realidade.

Ler matéria completa
Indicados para você