[ editar artigo]

4 curiosidades sobre as tradições de um casamento ortodoxo

4 curiosidades sobre as tradições de um casamento ortodoxo

Com um ritual muito autêntico e cheio de tradições o sacramento do matrimônio pela Igreja Católica Ortodoxa é muito especial e carrega vários costumes.

Assim como foi o dos noivos Raquel e Rafael que tive o prazer de estar presente e coordenar o cerimonial e que me deixou com o coração transbordando de amor. As cerimônias de casamento realizadas lá são riquíssimas em detalhes e a igreja maravilhosa. Rende fotos de tirar o fôlego!

A cerimônia do casamento ortodoxo recupera rituais muito antigos através dos quais os noivos demonstram um ao outro, aos pais, familiares, amigos e a Deus, o seu amor e o seu compromisso.

No ritual, o padre usa paramentos e trajes bizantinos. A cerimônia é cantada e realizada em três idiomas: português, árabe e grego. O padre celebrante abençoa o casal e as alianças e, após fazer com elas o sinal da cruz sobre o noivo e a noiva, coloca-as nas mãos deles, unidas.

A oração

Nesse momento pede a Deus que una o casal “num mesmo coração”, pois, por si mesmos, os recém-casados são incompletos. Juntos é que eles se tornam perfeitos.

A coroação

As coroas são símbolos de glória e honra, com as quais Deus coroa o casal durante o sacramento. O noivo e a noiva são coroados como Rei e Rainha em seu próprio e pequeno reino: a casa que eles governarão com sabedoria, justiça e inteligência.

No decorrer da coroação, o sacerdote pega as coroas e as coloca sobre os noivos, dizendo: “Ó Senhor, nosso Deus, com Glória e Honra coroa-os”.

O vinho

São lidos a Epístola e o Evangelho, no qual se descreve o casamento em Canaã da Galiléia, que teve a presença e a benção de Cristo e para o qual ele reservou seu primeiro milagre.

Lá, Jesus transformou a água em vinho e deu para os recém-casados. Em lembrança dessa graça, é dado vinho ao casal como a “comunhão” da vida, marcando a sua participação mútua, na alegria e na dor.

O beber do vinho da comunhão serve para o casal lembrar que a partir deste momento eles compartilharão tudo em suas vidas: suas alegrias serão somadas e suas tristezas divididas, pois estarão unidos.

A procissão

O sacerdote conduz o casal em três voltas ao redor do analói (mesa na qual estão colocados o Evangelho que contém a palavra de Deus e a Cruz – símbolo da redenção do casal).

A Igreja, na pessoa do sacerdote, os conduz pelo caminho em que devem andar, simbolizado pelo círculo no centro do qual está o Santo Evangelho, centro da vida cristã, Jesus Cristo e seus ensinamentos.

São três voltas que honram e glorificam a Santíssima Trindade. O Deus Tri-Uno, no sentido anti-horário, por ser Ele eterno, e para que sua eternidade encontre reflexo na união dos recém-casados.

Espero que tenham gostado de saber um pouco dessa linda cerimônia!

Quer saber mais sobre outras tradições de casamentos? Veja este post da Shraddha Bhatawadekar sobre o seu casamento Indiano

Principais fornecedores

lariguimaraesfoto
@memovelaria
@crazyflair
@mfg.decor
@forrestfilms
@quartilismusica
@madocesespeciais

Casamentos Perfeitos
Sandra Colin
Sandra Colin Seguir

Atuo nas áreas de produção e cerimonial de eventos personalizados há 20 anos. Meu trabalho vai desde a idealização, suporte e assessoria personalizada para tornar cada casamento perfeito e único.

Ler matéria completa
Indicados para você